NOTÍCIAS

França reabrirá fronteira para viajantes

A França reabrirá fronteira para viajantes e desdobrou a sua estratégia de roteiro para a reabertura para viajantes da União Europeia e dos Estados-Membros do Espaço Schengen, bem como para viajantes de países terceiros.

“ A partir de 9 de junho, o fluxo de viajantes entre a França e o exterior será bem maior, pois a França reabrirá fronteira,  em prazos que variam em função da situação de saúde em terceiros países e da vacinação dos viajantes ”, anunciou hoje o governo francês, dia 4 de junho.

O governo também publicou a lista dos países categorizados de acordo com sua situação epidemiológica em relação ao Coronavírus em Verde, Laranja e Vermelho , conforme previamente alertado

A partir de segunda-feira, as chegadas de países da lista verde poderão entrar no território metropolitano francês sem a necessidade de comprovar a finalidade da entrada, passar por múltiplos testes ou quarentena. Os viajantes da lista verde que não forem vacinados, no entanto, deverão apresentar comprovante de PCR ou teste de antígeno realizado nas últimas 72 horas antes de sua chegada à França.

Atualmente, os seguintes países estão na lista verde da França:

Países da União Europeia e do Espaço Schengen que a França reabrirá fronteira

  • Austrália
  • Coreia do Sul
  • Israel
  • Japão
  • Líbano
  • Nova Zelândia
  • Cingapura

Na lista laranja, entretanto, estão listados todos os outros países do mundo, que não são colocados na lista verde ou vermelha (fornecida abaixo).

Para chegadas de países laranja, as restrições de entrada dependem de seu status de vacinação.

Os vacinados contra o COVID-19 com uma das vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) apenas são obrigados a apresentar um teste de PCR feito nas últimas 72 horas ou um teste de antigénio nas últimas 48 horas após a sua chegada a França.

Aqueles que não foram vacinados são obrigados a apresentar um propósito de entrada convincente, apresentar um teste de PCR feito nas últimas 72 horas ou um teste de antígeno feito nas últimas 48 horas antes de chegarem à França, e se submeter a um teste de antígeno na chegada à França. Eles também são obrigados a se isolar por um período de sete dias.

Leia também:

 

As chegadas da categoria vermelha de países da França, na qual são colocados países com a presença de variantes COVID-19 preocupantes , estão sujeitas a restrições rigorosas.

Os viajantes desses países, vacinados e não vacinados, devem ter um forte propósito de entrada, apresentar resultados de testes de PCR ou teste de antígeno feito nas últimas 48 horas, bem como passar por testes de antígenos aleatórios na chegada à França.

Os vacinados, no entanto, têm que se isolar por um período de sete dias, enquanto os que não são vacinados ficam sujeitos à quarentena obrigatória de dez dias controlada pelas forças de segurança.

Atualmente nesta lista estão Argentina, Chile, África do Sul, Índia , Paquistão, Sri Lanka, Bahrein, Costa Rica, Colômbia, Uruguai , Bangladesh, Bolívia, Brasil , Nepal, Suriname e Turquia.

Como parte da estratégia, o governo também anunciou que a partir de 1º de julho; o certificado COVID-19 da UE será reconhecido para viagens internas dentro da área europeia, o que pode incluir prova de vacinação, um resultado de teste negativo ou prova de recuperação de COVID com menos de seis meses.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo