BRASILDESTINOS

9 lugares no Espírito Santo que irão te impressionar

Quando você ouvir que o Espírito Santo é um estado surpreendente no Brasil, acredite: realmente é. Além de praias, montanhas e uma natureza exuberante em abundância, a região ainda esconde lugares peculiares e muito interessantes.

Você acredita que existe uma rocha que pode mudar de cor 36 vezes ao dia? No Espírito Santo existe um. Que tal um vilarejo coberto de areia nos anos 60? Também existe um. E o primeiro mosteiro Zen da América Latina? Também é encontrado no Espírito Santo. E uma ilha repleta de samambaias gigantes? Sim, é no Espírito Santo.

Organizamos uma pequena lista desses e de muitos outros lugares incríveis do estado do Espírito Santo.

Parque Estadual da Pedra Azul

Visitas ao Parque da Pedra Azul agendadas por e-mail – ES Brasil
Parque Estadual da Pedra Azul

O Parque Estadual da Pedra Azul está localizado no município de Domingos Martins, região serrana do Espírito Santo. A apenas 50 km da capital Vitória, o parque abrange um total de 1.240 hectares, parte dos quais aberta à visitação.

Sua principal atração é a famosa Pedra Azul, uma formação rochosa de 1.822 metros de altura que adquire mais de 36 tonalidades durante o dia devido à incidência de sol, um dos grandes atrativos turísticos do Espírito Santo. Ao lado fica a também famosa Pedra do Lagarto que, aliás, lembra a forma de um lagarto escalando a rocha.

As trilhas do parque são bem sinalizadas e o percurso total leva aproximadamente três horas para caminhada. Entre as trilhas mais famosas estão as que levam a nove piscinas naturais, moldadas pelo vento e pela chuva, além da trilha que vai até a Pedra Azul e até um mirante.

Para quem está na região, vale a pena fazer o passeio e conhecer a Rota do Lagarto, uma pequena estrada que reúne diversos restaurantes e pousadas charmosos, além de uma vista maravilhosa da rocha. Em certa época do ano, entre julho e agosto, cerejeiras enfeitam a paisagem florida, transformando a Pedra Azul em um cenário ainda mais incrível e perfeito.

Itaúnas

Descubra os encantos de Itaúnas, vilarejo com dunas, praias e calmaria
Itaúnas

Em Itaúnas, na divisa do Espírito Santo com a Bahia, reside um verdadeiro paraíso. Descoberta por mochileiros nos anos 80, uma vila rústica é cercada por manguezais, riachos, muita natureza preservada e um ambiente despretensioso, onde o forró (ritmo e dança típicos) segue até o amanhecer.

Como se não bastasse, a praia com o mesmo nome apresenta dunas que podem atingir até 40 metros de altura. A travessia das grandes colinas arenosas é necessária para aceder à faixa de areia e ao mar, mas o resultado final vale a pena.

Existem também ruínas de uma antiga aldeia piscatória que foi soterrada pela areia nos anos 60 e que ainda conserva alguns vestígios da sua existência anterior.

Com muito sossego, tranquilidade, uma paisagem incrível e muita rusticidade, Itaúnas é sem dúvida um lugar que você não espera encontrar no Espírito Santo.

Praia dos Padres (Praia dos Padres – Guarapari)

Praia dos Padres (Praia dos Padres - Guarapari)

A cidade de Guarapari, a pouco mais de uma hora de carro de Vitória, abriga uma das praias mais famosas do Espírito Santo: a praia dos Padres. Tranquilo e remoto, o acesso é feito através de uma plataforma de madeira muito sossegada para atravessar.

O mar, com poucas ondas e águas cristalinas, é ideal para mergulhar e depois descansar à sombra dos castanheiros que se encontram ao longo da costa.

Muitas pedras decoram os arredores da praia e os visitantes podem tirar as melhores fotos do local em cima delas. Por se tratar de um local praticamente intocado pelo homem, não há bar ou restaurante, por isso é aconselhável trazer comida ou bebida.

Ilha da Trindade (Ilha da Trindade)

Ilha da Trindade (Ilha da Trindade)

Imagine a Ilha dos ‘Perdidos’ no meio do Espírito Santo. Localizada a aproximadamente 1.100 quilômetros do continente, área que oficialmente pertence ao município de Vitória, está a Ilha da Trindade. O local é conhecido por ser a ilha mais remota do Brasil e a maior reserva marinha de todo o Atlântico, por conter uma rica biodiversidade.

A ilha ainda conserva espécies endêmicas que só existem ali, como o caranguejo amarelo e bosques de samambaias gigantes com mais de 5 metros de altura. E mais: a África fica a apenas 2.400 quilômetros da ilha, que hoje serve de base militar da Marinha do Brasil. 

Por se tratar de uma unidade de conservação, os turistas não têm acesso ao local, por isso esse paraíso é para ser admirado por meio de fotos.

Mosteiro Zen Morro da Vargem (Mosteiro Zen Monte Vargem)

Mosteiro Zen Morro da Vargem (Mosteiro Zen Monte Vargem)

O Mosteiro Zen do Morro da Vargem, localizado no município de Ibiraçu, a 70 quilômetros de Vitória, é considerado o primeiro mosteiro zen budista da América Latina.

Construído em 1974, o prédio tem aproximadamente 350 metros de altura e oferece uma vista incrível das belezas naturais de Ibiraçu. Com um sólido trabalho de preservação ambiental, o mosteiro possui uma grande área de mata preservada, que ajuda a construir um ambiente de silêncio e contemplação da natureza.

Entre as atrações para curtir no mosteiro está um túnel com 108 Toriis, que representam a abertura para um estado divino. O maior jardim Zen já construído no mundo também abriga 15 grandes estátuas de Buda.

O mosteiro só recebe visitantes aos domingos, mas também é possível participar de retiros espirituais que acontecem algumas vezes ao ano, e as inscrições podem ser feitas no site oficial.

Cachoeira da Matilde

Cachoeira da Matilde

A apenas 90 km de Vitória, no município de Alfredo Chaves, fica o distrito de Matilde e a famosa cachoeira que leva o mesmo nome, também conhecida como Cachoeira Engenheiro Reeve.

O caminho para a cachoeira é totalmente pavimentado, com uma passarela de acesso em um trecho de mata preservada. Na chegada, a majestosa cachoeira atinge o espectador com seus 70 metros de altura, estando entre as maiores cachoeiras do estado.

Embora não forneça acesso para natação, alguns visitantes corajosos usam suas paredes rochosas para fazer rapel. Antes de chegar à cachoeira, um pequeno rio forma uma espécie de praia de água doce conhecida como “prainha” (“prainha”).

Além da Cachoeira da Matilda e da ‘prainha’, no mesmo circuito, conhecido como Caminho das Águas, a visita à Estação Ferroviária de Matilde também é uma opção, o túnel encantado, mirante que avista um vale também. como outras cachoeiras.

Falésias de Marataízes (falésias de Marataízes)

Falésias de Marataízes (falésias de Marataízes)

A Praia das Falésias, como o próprio nome sugere, apresenta falésias íngremes que podem atingir os 40 metros de altura. A pouco mais de 2 horas da cidade de Vila Velha, é um destino acessível e paradisíaco.

Não há muita sombra, nem quiosque e restaurante, mas uma vez lá, tais detalhes são irrelevantes, pois a vista é recompensada por uma paisagem rústica, falésias e vistas incríveis.

Como uma espécie de mimo, ao lado da praia existe também uma lagoa tranquila de águas azuis, outro ótimo motivo para um mergulho refrescante.

Pedra Roxa (Pedra Roxa – Ibitirama)

Pedra Roxa (Pedra Roxa - Ibitirama)

Pedra Roxa é um distrito pertencente ao município de Ibitirama, distante aproximadamente 220 km da capital Vitória. Conhecida por ser uma forte produtora de café, a cidade apresenta grandes belezas naturais, com destaque para as cachoeiras e piscinas para banho.

Ao longo do rio que corta a cidade encontram-se várias corredeiras e cachoeiras de águas cristalinas, perfeitas para banho. A maioria deles está localizada dentro de uma propriedade privada, portanto, é necessário pagar uma pequena taxa de acesso.

Uma das cachoeiras mais famosas da região é a Cachoeira da Pedra Roxa, localizada em uma propriedade conhecida como Sítio da Onça. Com águas calmas e cristalinas com tons esverdeados, o local lembra uma piscina e atrai muitos visitantes no verão.

O Poço do Douglas, localizado dentro do parque de campismo e Pousada Recanto Cabaceira, possui uma ampla zona de banhos rodeada por rochedos que formam um cenário perfeito.

Pico da Bandeira (Pico da Bandeira)

Pico da Bandeira: o que você precisa saber antes de subir - Viajei Bonito

Localizado entre o Espírito Santo e Minas Gerais, o Pico da Bandeira é a terceira montanha mais alta do Brasil, com 2.890 metros de altura. A caminhada até o cume por trilhas íngremes sai de Alto Caparaó, em Minas Gerais, e dura sete horas (14 horas no total de ida e volta).

O acesso por Dores do Rio Preto, no Espírito Santo, é mais curto, com 9 km de ida e volta no total. Apesar das trilhas sinalizadas em todo o trajeto, os dois roteiros exigem muita preparação – vale a pena contratar um guia certificado.

Quem estiver na aventura certamente terá vários benefícios: natureza exuberante, montanhas e cachoeiras. Muitos acabam pernoitando em acampamentos localizados no alto da montanha e, pela manhã, a vista ao nascer do sol é impressionante.

Facebook Comments

Artigos relacionados

Optimized with PageSpeed Ninja