NOTÍCIAS

Malta vai pagar turistas internacionais que visitarem o país neste verão

O Ministro do Turismo de Malta, Clayton Bartolo, desdobrou seus planos de oferecer aos turistas internacionais uma doação de €200  para aqueles que ficarem por um mínimo de duas noites no país.

Tal iniciativa foi tomada para ajudar o setor de turismo do país a se recuperar do forte abalo que a indústria vem sofrendo desde março do ano passado devido à situação de pandemia do Coronavirus.

As autoridades anunciaram anteriormente que planejam suspender a maioria das restrições impostas e outras proibições até 1º de junho. Tal medida ajudaria o país a restaurar o setor de turismo também, entre outros.

Segundo Bartolo, o turista que escolher um hotel de quatro estrelas receberá 150 euros, enquanto o que optar por um hotel de três estrelas receberá 100 euros. Se as pessoas escolherem a ilha de Gozo, em Malta, a concessão aumenta em 10 por cento.

Malta, Igreja
Malta. Foto Reprodução internet.

 “O objetivo do esquema é colocar os hotéis de Malta em uma posição muito competitiva no reinício do turismo internacional”, destacou Bartolo.

Malta espera atrair cerca de 35.000 visitantes este ano, já que o setor do turismo é responsável por mais de 27 por cento da economia do país.

Embora o país tenha recebido mais de 2,7 milhões de visitantes internacionais em 2019, os números diminuíram mais de 80 por cento desde o início da pandemia.

Presentemente, cerca de 42 por cento dos adultos receberam a primeira dose da vacina contra o vírus em Malta, que é a taxa mais elevada da União Europeia.

Leia também:

Além disso, o Aeroporto Internacional de Malta anunciou que a companhia aérea britânica, Jet2, pretende retomar os voos para Malta neste verão.

A companhia aérea pretende realizar voos para Malta saindo de Newcastle, Birmingham, Manchester, Glasgow e Leeds neste verão; entretanto, o plano seria revivido apenas se a situação do Coronavirus permitir que tal passo fosse dado.

“Os planos atuais da Jet2 para operações nas ilhas maltesas sempre foram feitos em paralelo com os anúncios do governo do Reino Unido em relação às restrições. Atualmente, ainda estamos aguardando o anúncio do governo do Reino Unido sobre seu sistema de semáforos ” , enfatizou um porta-voz do Aeroporto Internacional de Malta (MIA).

O porta-voz da MIA continuou dizendo que “dado que o Reino Unido é um mercado-fonte muito importante para Malta, esperamos figurar entre os países verdes”.

Malta é o 115º país mais afetado pelo vírus. Um total de 29.720 pessoas testaram positivo até este ponto, com base nos números dos Worldômetros. A mesma fonte revela que 403 pessoas morreram do vírus em Malta, enquanto 28.756 se recuperaram totalmente.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo