DICAS

O que fazer para ter uma boa saúde financeira e viajar mais?

Você sabe o que fazer para ter uma boa saúde financeira e viajar mais? Bom, o que podemos dizer é que se você mantém suas contas em dia e pode realizar os seus sonhos e desejos por meio de suas finanças, é sinal de que sua saúde financeira está ótima. Aqui, vamos dar diversas dicas de como alcançar esse estágio em suas finanças pessoais.

Quem se preocupa com a saúde financeira sabe da importância de se preocupar com o futuro fazendo uma previdência corporativa e também com o presente fazendo uma boa reserva de emergência. Uma pessoa com saúde financeira também evita dívidas de cartão de crédito e cheque especial e mesmo assim realiza uma viagem perfeita, tudo dentro do planejamento.

O que é saúde financeira?

Muitos confundem saúde com educação financeira, mas ter saúde financeira é ir além do que apenas aprender a lidar com as próprias finanças e conseguir realizar aquela viagem planejada todos os anos. Ter saúde financeira é adotar hábitos e comportamentos que te façam cuidar do seu dinheiro de uma forma sustentável, e mantem sua rotina padronizada todos os anos.

O que é saúde financeira?
O que é saúde financeira?

Sabemos que cuidar bem do nosso dinheiro não é apenas importante para as nossas finanças. A saúde financeira também reflete em nosso bem-estar físico e mental bem como nossos passeios. Estar com as finanças em dia traz tranquilidade para o nosso dia a dia.

Como alcançar a saúde financeira boa e viajar mais?

Já falamos um pouco sobre saúde financeira acima, mas se pudermos definir o que é ter saúde financeira, podemos descrever da seguinte forma, confira abaixo:

Uma pessoa tem saúde financeira quando consegue pagar suas despesas essenciais e não essenciais que lhe são importantes, possui uma boa reserva para não se endividar com nenhum imprevisto e planeja seus sonhos e sua aposentadoria.

Se você quer se tornar uma pessoa com saúde financeira, siga as nossas dicas abaixo:

Acabe com as dívidas e viaje tranquilamente

Acabe com as dívidas e viaje tranquilamente
Acabe com as dívidas e viaje tranquilamente

Segundo dados de janeiro de 2021, divulgados pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), cerca de 66,5% dos brasileiros possuem dívidas. Os dados são da Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor) que leva em conta dívidas de cartão de crédito, cheque especial, empréstimo pessoal e consignado e financiamentos.

Se você está entre as pessoas que possuem dívidas, o primeiro passo para ter saúde financeira é recuperar sua credibilidade no mercado. Então, a primeira dica é acabar com as dívidas. Dito isso, busque renegociar as dívidas para encaixá-las em seu orçamento ou estude a possibilidade de fazer uma oferta para quitá-las de uma vez.

Isso lhe trará mais tranquilidade para começar a pensar em outros pontos importantes no desenvolvimento da sua saúde financeira.

Leia também:

Comece a construir a sua reserva de emergência

Com as dívidas quitadas ou encaixadas no seu orçamento atual, o segundo passo para a saúde financeira é construir a sua reserva de emergência. Estude o seu orçamento, corte alguns gastos supérfluos e separe um percentual mensal para investir na sua reserva. Escolha também um investimento que permita o resgate rápido e tenha uma boa rentabilidade.

Muitas pessoas acabam se endividando por não terem uma reserva de emergência. Na vida, é comum que imprevistos aconteçam, por isso é importante ter um dinheiro reservado para cobrir estes gastos inesperados. Dessa forma, você não precisará recorrer ao seu cartão de crédito ou a um empréstimo na hora do aperto.

Classifique os seus gastos

Outro passo importante para começar a planejar o seu futuro financeiro é classificar os seus gastos. Existem gastos essenciais, não essenciais importantes para você e supérfluos. Então, é importante classificar cada um deles. Anote os seus gastos mensalmente e avalie como está gastando o seu dinheiro.

Priorize os gastos essenciais que devem ser pagos como luz, água e internet, por exemplo, e gastos não essenciais que são importantes para você como os streamings para ver um filme e ouvir uma música nos horários de lazer ou a academia que você frequenta para manter a forma.

E tente eliminar os gastos supérfluos como aquele lanche que você fez por gula, aquela corrida de Uber que você poderia ter economizado mais se pegasse um ônibus ou fosse a pé ou aquela roupa que você comprou por impulso e está mofando no armário.

Planeje os seus objetivos financeiros

A reserva de emergência não deve ser o único objetivo financeiro a fazer parte do seu planejamento. Você precisa pensar na sua aposentadoria e na realização de sonhos de curto, médio e longo prazo.

Então, faça as contas para definir o quanto você precisa poupar e investir para alcançar os seus objetivos. Em relação à previdência privada, por exemplo, você pode pesquisar pelos investimentos disponíveis no mercado, fazer simulações e começar a encaixar esse objetivo em seu orçamento mensal, separando um percentual da sua renda.

Você deve fazer o mesmo com os seus sonhos. Muitas pessoas possuem o sonho da casa própria, querem ter o carro que acham bonito e potente, mobiliar o apartamento, fazer uma viagem que sempre quis, entre outros objetivos, então planeje-os. Dessa forma, você saberá o que precisa fazer, quanto precisa poupar, onde precisa investir esse valor para realizar esse sonho.

Por fim, não adianta planejar apenas os gastos e suas viagens, você deve fazer um planejamento financeiro que também vise o aumento das suas receitas e assim sempre ter uma grana extra. É preciso pensar grande, afinal quanto maior a sua renda, mais fácil será para realizar suas próximas viagens.

Artigos relacionados

5 1 vote
Deixe uma nota
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
Optimized with PageSpeed Ninja