NOTÍCIAS

Viagens no Brasil durante a Covid-19

O que você precisa saber antes de viajar

O que você precisa saber antes de fazer Viagens no Brasil

Se você está planejando fazer Viagens no Brasil, aqui está o que você precisa saber e esperar se quiser visitar durante a pandemia global de coronavírus.

O básico

O Brasil foi um dos países mais afetados pela pandemia. Possui a segunda maior taxa de mortalidade no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos, e a variante brasileira do Covid-19 está se espalhando rapidamente pelo mundo, considerada a mais contagiosa.

O que está em oferta

Este é um destino de lista de desejos – um país que realmente tem tudo. Litoral O Rio de Janeiro é uma das cidades mais bonitas do mundo, a capital Brasília é um turbilhão de arquitetura modernista e Salvador é o coração da cultura afro-brasileira.
viagens Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
São algumas das melhores praias do planeta, além, claro, da parte principal da floresta amazônica – que o visitante pode ajudar a proteger, contribuindo para a economia da conservação.

Quem pode fazer viagens no Brasil

Quase todos. O governo do Brasil tem sido extremamente relaxado em relação à pandemia – e isso inclui o controle das fronteiras. Após um breve fechamento em 2020, as fronteiras agora estão abertas, inclusive para quase todos os turistas, para estadias de até 90 dias.

Visitantes britânicos estão sem sorte – o Brasil proibiu voos de e para o Reino Unido desde o anúncio da variante inglesa do Covid-19, e ninguém que esteve no Reino Unido nos últimos 14 dias pode ir, exceto residentes, familiares membros de nacionalidade brasileira e algumas viagens de negócios.

Quais são as restrições?

Em caso de voo, antes do embarque, todos  devem apresentar um teste PCR negativo realizado em 72 horas e um formulário de declaração de saúde do viajante à companhia aérea antes do embarque (a companhia aérea distribuirá o formulário).
Aeroporto de Congonhas/CGH
Aeroporto de Congonhas/CGH
As fronteiras terrestres e marítimas estão fechadas para não residentes, a menos que seja para voar para casa e não para fazer viagens no Brasil. Nesse caso, o viajante deve obter autorização prévia, apresentar atestado da própria embaixada ou consulado autorizando a travessia na fronteira, apresentar a passagem aérea e seguir direto para o aeroporto.
Não há quarentena na chegada. Mesmo a quarentena para aqueles com sintomas é voluntária.
Leia também:

Qual é a situação da Covid?

Terrível. Ao longo da pandemia, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro criticou o uso de máscaras e ameaçou governadores que adotam medidas de bloqueio, e até 8 de abril o país registrou quase 13,2 milhões de casos e 340.776 mortes.
O Brasil tem o recorde sombrio para a maioria dos casos e mortes por Covid-19 por dia, com hospitais em dificuldades e o estado de Rondônia atualmente relatando “um risco iminente de falta de oxigênio “.

Em quase todos os estados do Brasil , as taxas de ocupação em unidades de terapia intensiva (UTIs) são iguais ou superiores a 80%. Alguns deles estão em ou acima de 90%, e alguns ultrapassaram os 100% de ocupação, obrigando-os a recusar alguns pacientes.

Em 25 de março, o Ministério da Saúde do Brasil divulgou o número de mais de 100.000 novos casos de Covid-19 confirmados em um único dia – o maior número do país desde o início da pandemia.

Na semana passada, houve mais de 19.000 novas mortes e quase 450.000 novos casos – abaixo de um recorde de 536.000 na semana anterior.

Em 6 de abril, o Brasil registrou o dia mais mortal da pandemia até agora, com dados do ministério da saúde relatando mais de 4.000 mortes em um único dia.

O país nas garras de uma nova onda, e os cientistas disseram que o país está em seu pior estado até agora.
Manaus, a capital do estado do Amazonas na região amazônica, foi duramente atingida, com hospitais aqui ficando sem oxigênio em janeiro. Acredita-se que a variante brasileira tenha surgido aqui, depois que se pensou que a área poderia até estar se aproximando da imunidade coletiva.
Atualmente, o Brasil já vacinou totalmente 2,4% da população.

O que os visitantes podem esperar?

O governo brasileiro pouco fez para limitar a disseminação nacionalmente, mas alguns estados introduziram medidas – o estado de São Paulo, por exemplo, fechou tudo que não fosse serviços essenciais no Natal e no Ano Novo, e Minas Gerais também impôs duras restrições.

Atualmente, existem restrições de bloqueio no Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, todas opostas pelo Bolsonaro que quer manter a liberação para viagens no Brasil, mas introduzidas pelas autoridades locais.

Na verdade, o governo Bolsonaro entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal declarando que apenas o governo federal tem o direito de impor tais restrições.

A corte ficou do lado dos estados, entretanto, chamando o argumento de Bolsonaro de “totalitário”.
Como tal, as restrições variam em cada área, portanto, vale a pena verificar o status atual do local específico antes de ir.

Há clamores crescentes por um bloqueio nacional a fim de impedimentos para realização de viagens no Brasil, com mais de 500 banqueiros, economistas e políticos brasileiros de destaque publicando recentemente uma carta aberta nos maiores jornais do país pedindo ao governo federal que repense sua abordagem à pandemia.

Links Úteis

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo