GASTRONOMIA

Moqueca: ensopado de peixe brasileiro com raízes africanas

Moqueca é um ensopado de peixe brasileiro da Bahia, um lugar onde a África encontra a América do Sul.

Embora as cozinhas peruana e mexicana sejam bem conhecidas por muitos de nós, a cozinha brasileira é, em maior medida, um terreno não fretado.

Mas acabou por ser um dos pratos brasileiros mais amados, principalmente no histórico estado da Bahia, no Nordeste. A Bahia é um estado em que a América do Sul encontra a África.

História

O Brasil é a história da escravidão, escravidão açucareira. Cerca de 4 milhões de africanos foram deportados para o Brasil, principalmente para a Bahia, durante o comércio transatlântico de escravos, que durou do século XVI ao século XIX.

O Brasil foi a última área da América do Sul a abolir a escravidão em 1888. Os escravos africanos tiveram um forte impacto na sociedade brasileira, do samba e capoeira à moqueca.

Mais sobre gastronomia aqui

Componentes

O arroz faz parte da moqueca. Foram os escravos que trouxeram arroz para o Brasil. Na Bahia, eles podiam cultivar arroz em terras de plantio. Além disso, o uso de óleo de palma vermelho (dendê), quiabo, banana e leite de coco também se deve à herança africana.

Com um litoral amplo, a Bahia oferece peixes e frutos do mar em abundância. Se você visitar um mercado na maior cidade da Bahia, Salvador, encontrará sacos de peixes e frutos do mar preparados para serem marinados em limão.

Este é o começo da moqueca. Acrescente a isso tomates, pimenta, coentro, óleo de palma e leite de coco.

Ingressos para Bahia, na promoção.

Moqueca é mais do que um ensopado de peixe – é também um marcador de identidade. Existem duas versões concorrentes de moqueca no Brasil. Moqueca baiana da Bahia e moqueca capixaba do Espírito Santo.

A versão da Bahia difere usando leite de coco e óleo de palma vermelho e mostra sua herança africana. A moqueca capixaba, por outro lado, aprimora sua história branca e européia.                                                                                                     

Facebook Comments

Artigos relacionados

Optimized with PageSpeed Ninja